Suspensão atende decisão liminar da Justiça suspendendo contrato com empresa que venceu a licitação. Governo afirmou que quem já iniciou tratamento não será prejudicado. Servir é o plano de saúde que atende servidores públicos estaduais do Tocantins
Angélica Lima/Governo do Tocantins
O atendimento odontológico do Plano de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado do Tocantins (Servir) está suspenso temporariamente. De acordo com o governo, a suspensão foi necessária devido a um mandado de segurança emitido pela Justiça.
A Secretaria de Estado da Administração (Secad) informou que a medida atende uma liminar que suspendeu o contrato firmado para ofertar serviços odontológicos aos beneficiários do Servir. O pedido de desclassificação da vencedora da licitação foi feito pela empresa que ficou como terceira colocada.
Essa suspensão não deverá atrapalhar os procedimentos em andamento, que terão continuidade garantida para evitar prejuízos aos beneficiários.
“Apesar da suspensão dos serviços, os beneficiários que já iniciaram algum tratamento poderão concluir seus procedimentos, sem prejuízos”, destacou o secretário executivo e diretor do Servir, Ineijaim Siqueira.
O governo disse esperar que a questão judicial seja resolvida o mais breve possível, mas não deu um prazo de quando o serviço voltará a funcionar.
Veja mais notícias da região no G1 Tocantins.

Fonte: G1 Tocantins


Compartilhar:

Deixe seus Comentario